Recolhimento de honorários pela ADAB é aprovado em assembleia

Os associados da ADAB Brasil aprovaram por unanimidade, em assembleia realizada na noite de quarta-feira (06/11), a possibilidade de o recolhimento de honorários do despachante aduaneiro ser efetivado pela associação. O tema foi um dos pontos da pauta do encontro, realizado por meio de videoconferência e que reuniu mais de 20% dos associados da ADAB de todas as regiões do país.

Após o sinal verde na assembleia, o recolhimento de honorários agora será estudado pela gestão e corpo jurídico da ADAB.

“Os nossos honorários têm previsão legal e, no nosso entendimento, a ADAB é sim uma entidade de classe e pode fazer recolhimentos, mesmo porque a Constituição Federal, no artigo 8º, veda a filiação compulsória (a qualquer entidade)”, explicou o diretor jurídico da ADAB, Eduardo Ribeiro, que fez uma explanação jurídica sobre o assunto.

A assembleia também aprovou, com ressalva, a fusão da ADAB Brasil com outra associação, com o objetivo de fortalecer a representatividade do despachante aduaneiro.

Os simpósios que serão realizados pela ADAB em Paranaguá e em Foz do Iguaçu, no Paraná, além do 4º Fórum Nacional dos Despachantes Aduaneiros, a ser realizado em Campinas (SP), em 2020, também foram debatidos na assembleia.

Também foi um momento de troca de experiências e sinergia entre os associados participantes.

“Gostaria de agradecer a participação de todos nesta assembleia. A participação de vocês é sempre muito importante e contamos com todos para as próximas”, finalizou o presidente da ADAB, Valter Rezende.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui