Porto de Paranaguá recebe exposição de artesanato indígena

Está aberta para visitação pública, a 1ª Mostra de Arte Indígena da nova aldeia da Ilha da Cotinga, a TEKOA TAKUATY (Aldeia das Taquaras). Em exposição, no hall de entrada do Palácio Taguaré, sede administrativa dos Portos do Paraná, estão  peças e artefatos da comunidade indígena local, da etnia Mbya Guarani.

Foto: Claudio Neves APPA

A mostra começou nesta terça-feira (23) e permanece até o final do mês de abril, que é o mês do índio. “As matérias primas são a fibra das taquaras, a caxeta, sementes, entre outros produtos naturais e locais. Todas as seis famílias que moram na ilha  trabalham com artesanato. Tudo o que encontramos em nossa aldeia pode ser trabalhado. Fazemos o que aprendemos com nossos pais e nossos avós, até hoje é mantido”, afirma a cacique Juliana Kerexu.

Kerexu é vice presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial de Paranaguá (COMPIR), entidade que apoia a comunidade na realização da mostra. Segundo o conselho, esta é uma oportunidade de chamar a atenção para a cultura e produção do artesanato da Aldeia Takuaty.

“Queremos que as pessoas conheçam o nosso trabalho. É uma forma de divulgar a nossa cultura, que poucas pessoas conhecem. É uma troca de aprendizado, pois pouca gente conhece a cultura guarani, mesmo aqui no Litoral”, comenta a cacique.

A nova aldeia está localizada bem em frente ao Porto, na Ilha da Cotinga (terra indígena homologada). São cerca de 25 pessoas, em seis famílias. Sobre esta presença cultural na sede administrativa dos Portos do Paraná, Juliana comenta que é uma abertura importante.

“A gente está ali, tão perto, mas esse acesso, essa aproximação é difícil de acontecer. Estamos contentes que esteja tendo, aqui, essa interação”, conclui.

CULTURA: Para o diretor de Meio Ambiente dos Portos do Paraná, João Paulo Santana, a mostra abre um novo espaço para a interação do Porto de Paranaguá com as comunidades indígenas e ribeirinhas.

“Realizamos ações educativas, indo até as ilhas, mas é importante recebe-los em nossa sede e mostrar essa cultura à todos os nossos funcionários. Queremos nos aproximar das pessoas e trocar experiências, construir novas e melhores relações”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui